Foto: Steve Martinez (CC BY-NC-ND 2.0) Salvador

Algumas cidades possuem aqueles pontos turísticos mais emblemáticos e o de Salvador é, sem dúvida, o Pelourinho!

Se você tiver tempo para visitar apenas um lugar na cidade, esse lugar é o pelourinho. A região é bonita, com muitos casarões coloridos, igrejas históricas, restaurantes típicos e baianas vendendo acarajé.

Leia também: Quantos dias ficar em Salvador, roteiros de 2, 4 e 7 dias

Origem do nome: Pelourinho

Pelourinho era o nome de um instrumento de punição utilizado por portugueses. Um enorme poste de madeira ou de pedra colocado em um local público, onde escravos eram amarrados e chicoteados. Você pode perceber que a história por trás do nome não é nada bonita. Entretanto, hoje em dia, o Pelourinho é um local de festa, onde ocorrem várias celebrações, inclusive envolvendo sincretismo religioso. Um exemplo disso é a festa de Santa Bárbara, em 04/12, quando é comemorado o dia da santa católica e também de Iansã, orixá do candomblé. Para saber mais leia: Quando ir a Salvador: clima, festas e melhor época para viajar.

festas religiosas salvador

Festa de Santa Bárbara / Iansã

Centro Histórico

O Centro Histórico de Salvador não se resume ao Pelourinho. Ele é apenas uma das partes do Centro, porém como é o mais famoso, muita gente acredita que todo o Centro Histórico se chama Pelourinho. Contudo, essa divisão não faz nenhuma diferença para quem está visitando o local, já que você nem percebe que saiu de uma região e entrou em outra. O que você precisa saber é quais ruas você deve ou não caminhar devido a segurança, assunto que abordarei em um tópico mais abaixo no texto.

atrações pelourinho salvador

Elevador Lacerda

Importância histórica e artística

O Centro Histórico de Salvador é um ótimo exemplo de arquitetura portuguesa. O local possui vários edifícios construídos entre os séculos XVI e XIX. Entre eles se destacam as igrejas; existem várias delas na região. A mais famosa de todas é a Igreja e Convento de São Francisco de Assis. Parada obrigatória para quem visita a cidade, a igreja não chama muito atenção por fora, entretanto seu interior é de uma beleza magnífica. Toda adornada em ouro, seu interior só foi finalizado no século XVIII, dois séculos depois de iniciada a construção da igreja.

Entre as igrejas também podemos destacar a Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, Catedral e Igreja São Pedro dos Clérigos. Essas duas últimas ficam na Praça 15 de Novembro, mais conhecida como Terreiro de Jesus. O nome alternativo ficou tão famoso que vem escrito até nos mapas turísticos.

Apesar das igrejas chamarem mais atenção, o local também possui interessantes edificações residenciais e militares. O Centro Histórico não se resume a alguns prédios, mas ao conjunto arquitetônico, por isso ganhou o título de Patrimônio Mundial da Humanidade pela Unesco em 1985, o que ajudou a começar a conscientização da importância de revitalizar a região que andava muito degradada e perigosa.

atrações turísticas pelourinho

Pelourinho – Foto: Pit Thomspon (CC BY 2.0)

Região perigosa

Há poucas décadas o Centro Histórico de Salvador era uma região muito degradada e perigosa. Apesar de histórica, essa não era uma região turística da cidade. Os próprios moradores evitavam a região com medo de serem assaltados.

Há cerca de 15 anos que a região começou a ser revitalizada, tornando-se mais bonita e também segura. O circuito turístico se estendeu ao local, com isso surgiram lojas, restaurantes, hotéis e museus. Hoje em dia, esse é o local mais turístico de Salvador, mas é bom salientar que a região continua com problemas de segurança. Não se deve andar em qualquer local!

O centro de informação turística, que fica no Terreiro de Jesus, oferece um mapa para os turistas que mostram as ruas que são turísticas e seguras. Eles ainda salientam para não sair dessas partes, pois as demais regiões costumam ser perigosas. De noite a região também fica mais vazia, por isso não é bom caminhar a pé por lá. Caso você queira se hospedar no Pelourinho é bom escolher bem a localização do hotel. Para saber quais hotéis ficam nas regiões seguras leia Onde ficar em Salvador.

Visita Guiada

Para quem tem interesse de conhecer um pouco mais a história e curiosidades do Pelourinho, vale a pena fazer uma visita guiada. Ela dura cerca de seis horas e vai a vários pontos turísticos do Centro Histórico. Para saber preços e demais informações clique aqui.

dicas se segurança pelourinho

Largo do Pelourinho – Foto: Abel (CC BY-NC-ND 2.0)

Museus

Muita gente não sabe, mas o Pelourinho e a região do  Centro Histórico possem muitos museus. A maioria deles são pequenos, mas com temática variada, como Museu da Energia, Museu Udo Knoff de Azulejaria e Cerâmica, Museu Tempostal, Fundação Casa Jorge Amado, Museu da Câmara Municipal, Casa do Benin e Palácio Rio Branco.

Um problema dos museus do Pelourinho é que funcionam, em sua maioria, apenas durante a semana. Nos finais de semana eles fecham e alguns museus ainda não abrem às segundas-feiras. Por isso, é preferível deixar para visitar o Pelourinho durante a semana, de preferência de terça a sexta-feira.

OUTRAS MATÉRIAS SOBRE SALVADOR:

-Salvador, um destino intenso e único, para amar ou odiar

-Onde comer em Salvador: acarajé, moqueca e alta gastronomia

-Como chegar na Praia do Forte: do aeroporto e de Salvador

-As tartarugas e o Projeto Tamar na Praia do Forte

Foto de capa: Steve Martinez (CC BY-NC-ND 2.0)

Felipe Zig

Felipe Zig é jornalista, fotógrafo e apaixonado por viajar. Depois de conhecer mais de 20 países, decidiu criar o blog “Abrace o Mundo” para dar dicas de viagens e incentivar outras pessoas a viajar.

Pin It on Pinterest