fbpx

Foto: WomEOS (CC BY-SA 2.0) Sharm el-Sheikh

Sharm el-Sheikh é a cidade litorânea mais famosa do Egito e atrai turistas de várias partes do mundo. Por isso, a cidade oferece uma grande variedade de hotéis, grande parte deles são resorts, com um padrão de qualidade bem alto, algo completamente diferente do restante do Egito.

Podemos, inclusive, dizer que Sharm el-Sheikh é uma espécie de Cancún do Oriente Médio, uma cidade criada para atrair turistas. Possui uma parte do litoral ótima para mergulhar e a cidade muito mais bonita e organizada, não se parece em nada com restante do Egito. Além disso, existem grandes redes de hotéis na cidade e muitos deles possuem sistema all-inclusive. Entendeu a semelhança? Para saber mais sobre a cidade, leia a matéria: Sharm el-Sheikh: a Cancún do Oriente Médio.

Praia em Sharm el Sheikh – Foto: Dominik “Dome” (CC BY-NC-ND 2.0)

All-inclusive ou não?

A primeira pergunta que deve ser feita é se você quer ficar hospedado em um hotel all-inclusive ou não. Para responder a essa pergunta depende de quanto tempo você ficará na cidade e o que pretende conhecer. Se a maioria dos dias que estiver em Sharm você pretende fazer um passeio diferente, não justifica ficar em um all-inclusive, já que os passeios duram o dia todo. Existem três passeios principais: Ilha Tiran, Blue Hole/Canyon Colorido e Ras Muhammad, dos quais os turistas costumam fazer pelo menos dois. Por isso, acredito que para valer a pena ficar em um all-inclusive, você teria que ficar pelo menos quatro dias em Sharm el-Sheikh.

Existem hotéis all-inclusive que são mais baratos, como: Dive Inn Resort,  Parrotel Beach Resort , Sol y Mar Naama Bay e Jaz Fanara Resort. E outros que são mais luxuosos e caros como Royal Monte Carlo, Steigenberger Alcazar, Rixos Sharm e Rixos Seagate.

Aproveitando a piscina do nosso hotel Sol y Mar Naama Bay

Já os hotéis de redes internacionais mais conhecidos estão em uma categoria média, nem entre os mais baratos, nem entre os mais caros; são eles: Sonesta Beach Resort, Sheraton Sharm HotelHilton Sharm, Oasis Resort e Mövenpick Resort.

Hotel Reef Oasis Blue Bay Resort & Spa – Foto: divulgação Reef Oasis Blue Bay

Preços

Uma outra questão relevante é com relação aos preços. O Egito é um país barato e Sharm el-Sheikh também é barato. Assim, você consegue ficar em bons hotéis pagando muito menos do que em hotéis do mesmo nível em Cancún, no Brasil ou outros destinos famosos das Américas. Podemos, inclusive, falar dos hotéis de rede, como Hilton, Marriott ou Sheraton que estão tanto em Sharm quanto em Cancún e na cidade egípcia eles são entre 30 a 50% mais baratos!

Leia também: Blue Hole, Tiran e Ras Muhammad, conheça os tours de Sharm el Sheikh

Foto: divulgação Hilton Sharks Bay Resort

Onde Ficar

Sharm el-Sheikh não é uma cidade grande, mas é extensa. Então, escolher onde se hospedar pode fazer a diferença, principalmente, se você não ficar em um resort all-inclusive ou então se quiser curtir a noite da cidade.

Naama Bay

Praia de Naama Bay – Foto: divulgação Helnan Marina Sharm Hotel

Esse é o coração da cidade! O centro de Naama Bay é onde estão os bares e boates da cidade, além de vários restaurantes, lojas e agências de turismo. Se você sair a noite do hotel, provavelmente irá à Naama Bay. A vida noturna de Sharm se concentra aqui. Após às 21 horas, as ruas, que são de trânsito exclusivo de pedestres, ficam lotadas de turistas. O ambiente é bem animado e divertido. Para quem quer curtir a noite ou não está em um all-inclusive, vale a pena ficar por aqui, já que a noite é animada e existem muitas opções de restaurantes. A região possui boas opções de resorts, mas também é onde se encontram os hotéis econômicos. No geral, é o local com a menor média de preços da cidade.

Fiquei hospedado em Naama Bay e gostei muito, considero a melhor parte da cidade!

Veja todos os hotéis de Naama Bay clicando aqui.

Naama Bay de dia – Foto: Cosimo Padula (CC BY 2.0)

Shark Bay

Hotel em Shark Bay – Foto: divulgação Four Seasons Resort

Essa é a região mais nova da cidade, próxima ao aeroporto. Shark Bay se encontra a 6 km ao norte de Naama Bay, o que podemos dizer que é perto. A região promete ser uma das melhores da cidade, já que possui uma boa praia. Entretanto, o bairro ainda não se desenvolveu muito, por isso não existem muitas opções de lojas e restaurantes. Shark Bay é o menor bairro da cidade e que possui menos opções de hotéis, porém existem algumas boas opções de hospedagens. O melhor hotel da cidade, Four Seasons Resort, fica aqui.

Veja todos os hotéis de Shark Bay clicando aqui.

Nabq Bay

Praia em Nabq Bay – Foto: Алексей Мельников (CC BY 2.0)

Nabq Bay é a parte da cidade mais distante de Naama Bay, fica a 14 km ao norte. Como é bem longe, possui seu próprio centrinho com lojas, restaurantes e até um Hard Rock Café. O local é mais tranquilo e possui muitos resorts bem espaçosos. Quem se hospeda por aqui está a procura de tranquilidade e não busca muito o agito.

Veja todos os hotéis de Nabq Bay clicando aqui.

El Hadaba

Mar em El Hadaba – Foto: divulgação Labranda Tower Bay

El Hadaba, também conhecido como Ras Um Sid, fica na parte sul da cidade, a cerca de 6 km de Naama Bay. Essa é a única das regiões apresentadas que é também um bairro residencial. O local mistura hotéis de luxo, apartamentos para alugar e casa de nativos, por isso ela possui mais cara de cidade. Há nesse bairro um bom shopping chamado II Mercato, que possui muitas lojas, restaurantes e fast foods.

A maior vantagem de El Hadaba é o mar. O local está próximo ao Parque Nacional Ras Muhamad e por isso dizem que essa é a melhor praia, dentro de Sharm, para mergulhar. Esse também é o bairro que possui mais opções de hospedagens, incluindo muitos resorts com boa área de lazer.

Veja todos os hotéis de El Hadaba clicando aqui.

 

OUTRAS MATÉRIAS SOBRE O EGITO:

-Onde ficar no Cairo, conheça as regiões da cidade

-Onde ficar em Luxor, Egito

-Pirâmides de Gizé: descubra os melhores locais para fotografar

-Abu Simbel, a joia do Egito Antigo

-Vale a pena dormir em Abu Simbel? Veja onde ficar

Foto de capa: WomEOS (CC BY-SA 2.0)

Felipe Zig

Felipe Zig é jornalista, fotógrafo e apaixonado por viajar. Depois de conhecer mais de 20 países, decidiu criar o blog “Abrace o Mundo” para dar dicas de viagens e incentivar outras pessoas a viajar.