Igreja de Praia do Forte Bahia / Praia do Forte

Praia do Forte, a pequena e charmosa vila próxima a Salvador, é um local bem interessante! A vila, que ficou conhecida devido a suas tartarugas marinhas, se tornou um importante destino turístico. Atualmente, é junto com o Morro de São Paulo, as duas principais praias próximas a capital baiana.

Porém, enquanto o Morro de São Paulo fica mais afastado e em uma ilha, a Praia do Forte está um pouco mais próxima, o que possibilita um bate e volta desde Salvador. Mesmo assim, recomendo que você durma por lá, porque o local merece ser explorado melhor.

Leia também: Onde se hospedar na Praia do Forte

O que fazer

Praia do Forte é uma pequena vila, porém muito charmosa e atraente, por isso é cheia de pousadas e casas de veraneio. Existem, inclusive, dois resorts no local: Tivoli e Iberostar.

A vila da Praia do Forte é pequena e você pode conhecê-la a pé. Lá dentro, não é necessário utilizar automóveis, inclusive, você terá dificuldades de andar de carro por lá. A Alameda do Sol, que é a rua principal, por exemplo, é de trânsito exclusivo de pedestres. Mas, para quem não quer caminhar tem os bicitáxis, que é o transporte mais comum da vila.

Leia também: Como chegar na Praia do Forte: do aeroporto e de Salvador

bicitáxis praia do forte

Bicitáxis

Projeto Tamar

tartarugas marinhas brasil

Reprodução dos cinco tipos de tartarugas no projeto Tamar

A principal atração turística é o Projeto Tamar. A Praia do Forte ganhou fama devido ao Projeto Tamar. A cidade é um local de desova de tartarugas marinhas e muitas outras vem se alimentar em suas praias. Por isso, não se assuste se enquanto estiver nadando no mar você avistar uma tartaruga!

No Projeto Tamar você pode conhecer melhor o projeto de preservação das tartarugas marinhas e ver algumas tartarugas nos tanques do projeto. Também há um tanque com tubarão e outro com raia. Para saber mais leia: As tartarugas e o Projeto Tamar na Praia do Forte.

Piscinas Naturais

Piscinas naturais

Piscinas naturais

As praias na Praia do Forte são cheias de corais. Isso atrapalha os banhistas de nadarem. Entretanto, devido aos corais, quando a maré abaixa, se formam piscinas naturais na Praia do Forte. Com o mar calmo e sem ondas, o local é ótimo para crianças e adultos que não sabem nadar. Além disso, é possível ver peixinhos nadando a sua volta. O único problema é que as piscinas naturais dependem da maré e o horário está sempre mudando. Além disso, o local não é grande e na alta temporada (janeiro) fica muito cheio.

Leia também: Onde comer em Praia do Forte, na Bahia

Castelo de Garcia d’Ávila

Castelo de Garcia davila praia do forte

Castelo de Garcia d’Ávila – Foto: Cleferson Comarela (CC BY-SA 3.0)

Considerada a primeira grande edificação portuguesa no Brasil, o Castelo de Garcia d’Ávila era um forte e uma torre de observação. Construída entre 1551 e 1624, essa é a única construção em estilo medieval do Brasil. O local serviu de propósitos militares e residenciais até 1835, quando foi abandonado, transformando-o em ruínas. O castelo fica a 5 km da vila.

Reserva de Sapiranga

Reserva de Sapiranga – Foto: divulgação Reserva de Sapiranga

A 10 km da vila encontra-se a Reserva de Sapiranga. O lugar é um paraíso ecológico com mais de 500 hectares de Mata Atlântica. No local é possível fazer trilhas para conhecer a fauna e a flora locais. Existem oito trilhas, desde algumas curtinhas até outras mais longas. Também é possível fazer atividades mais radicais, como passeio de caiaque e tirolesa sobre o Rio Pojuca.

Caminhar pela Vila da Praia do Forte

alameda do sol praia do forte

Alameda do Sol

A vila da Praia do Forte é pequena, mas bonita e muito agradável. Na Alameda do Sol existem várias lojas e bons restaurantes. O local tem um clima muito agradável e te faz querer ficar mais do que um dia por lá. Apenas em janeiro, um mês de alta temporada, que o local pode ficar menos agradável.

Passeio de um dia à Praia do Forte desde Salvador com agência de turismo


Felipe Zig

Felipe Zig é jornalista, fotógrafo e apaixonado por viajar. Depois de conhecer mais de 20 países, decidiu criar o blog “Abrace o Mundo” para dar dicas de viagens e incentivar outras pessoas a viajar.

Pin It on Pinterest