Monges em Angkor - Foto: Stephanie Rowe (CC BY-NC 2.0) Siem Reap

Siem Reap é o maior destino turístico do Camboja e um dos principais pontos turísticos de todo o sudeste asiático. Tudo isso devido a Angkor, a incrível cidade do século XII que era a capital do Império Khmer.

Siem Reap fica a apenas 8 km de Angkor e possui uma boa infraestrutura para o turismo. Veja abaixo como chegar na cidade.

Leia também: Angkor Wat, um dos templos mais bonitos do mundo

Como chegar

O que pode desanimar algumas pessoas de visitar Angkor é a dificuldade de chegar até Siem Reap, já que pensam que o Camboja é um país de difícil acesso. Entretanto, não é difícil de chegar na cidade, pois além de possuir um aeroporto internacional, também é possível chegar por meio terrestre.

Avião

Siem Reap possui um aeroporto internacional que fica a 7 km do centro da cidade. Não existem voos diretos da cidade para o ocidente, por isso é necessário fazer uma escala em algum país da Ásia. A maioria dos voos para Siem Reap saem de Bangkok, capital da Tailândia, mas você também encontra voos de: Vietnã, Laos, Malásia, Filipinas, Singapura, China e Coréia do Sul. Também há voos internos de Sihanoukville e Phnom Penh, esta última capital do Camboja.

aviao siem reap angkor

Cia aérea Cambodia Angkor Air – Foto: divulgação

Voos a Siem Reap não costumam ser muito baratos, mas dos países mais próximos, especialmente de Bangkok, é possível encontrar bons preços. Para encontrar passagens o melhor site para procurar é o Skyscanner.

Avião é a opção mais rápida e prática, porém também é a mais cara. Se você está com o cronograma de viagem apertado é melhor viajar de avião, já que vai perder um dia com a viagem de ônibus. Entretanto, se você tem mais tempo disponível e quer economizar o ônibus é a melhor opção. Pode pegar um voo até Bangkok, que é o aeroporto com mais opções de voos e melhores preços e de lá pegar um ônibus.

Leia também: Quantos dias ficar em Angkor: 1, 2, 3 ou 4 dias

Ônibus

O jeito mais barato para chegar em Siem Reap é por terra. A cidade está próxima a Bangkok (400 km), o que faz muitos turistas optarem pela viagem de ônibus que dura cerca de 8 horas. Já a capital do Camboja, Phnom Penh, está na direção oposta de Bangkok, a 320 km de distância de Siem Reap e cerca de 6 horas de ônibus. Uma outra opção seria ir de Ho Chi Minh (Saigon), a maior cidade do Vietnã, que está a 460 km de Siem Reap e cerca de 13 horas de viagem. Nesse último caso, o ônibus para em Phnom Penh, havendo troca de ônibus o que faz a viagem demorar mais. Por isso, é preferível ficar um ou dois dias em Phnom Penh para conhecer a cidade.

Os ônibus, no geral, tem um certo conforto, apesar de não serem muito novos, também não são velhos e estão conservados. Como as estradas são boas, a viagem é tranquila e muito mais barata que a viagem de avião.

trasnporte siem reap angkor

Uma das companhias de ônibus do Camboja – Foto: Michael Coghlan (CC BY-SA 2.0)

Ônibus direto Bangkok – Siem Reap

A rota mais utilizada pelos turistas é Bangkok – Siem Reap. Existem ônibus diretos que ligam as duas cidades e a viagem dura cerca de oito horas, ou seja, muito mais demorada do que a do avião que leva uma hora, mas muito mais barata.

Das oito horas de viagem de ônibus, uma hora é referente à fronteira, onde você consegue o visto na hora. O trâmite é tranquilo e sempre é pedido uma propina de 300 Bahts ou US$3. Viajei de ônibus e achei bem tranquilo! Ficamos indignados com a propina cobrada, mas acaba que a quantia não pesa muito no valor final da viagem. A maioria dos ônibus saem de manhã de Bangkok, mas também existem linhas que saem a tarde. As passagens custam entre US$20 e US$30 até Siem Reap e está incluído o almoço, que é servido em marmitinhas de isopor.

Ônibus + ônibus

Uma maneira ainda mais barata de chegar a Siem Reap é fazer a viagem picada, que foi o que nós fizemos por falta de informação. Compramos a passagem na rodoviária de Bangkok (Mochit) só até a fronteira entre Tailândia e Camboja, pois não sabíamos que o ônibus chegava até Siem Reap. Na fronteira, que está na metade do caminho, sabíamos que havia um ônibus gratuito até uma rodoviária próxima, de onde saíam táxis e ônibus até Siem Reap.

Fazendo a viagem parcelada é mais barato, já que o ônibus que vai até a fronteira, apesar de rodar a metade do caminho custa 1/3 do preço e o segundo ônibus é um preço semelhante ao primeiro.

LEIA TAMBÉM:

-Onde ficar em Siem Reap, a cidade próxima a Angkor

-Angkor, a impressionante cidade dos templos de pedra

-Phnom Penh, a cidade de contrastes

Foto de capa: Monges em Angkor - Foto de: Stephanie Rowe (CC BY-NC 2.0)

Felipe Zig

Felipe Zig é jornalista, fotógrafo e apaixonado por viajar. Depois de conhecer mais de 20 países, decidiu criar o blog “Abrace o Mundo” para dar dicas de viagens e incentivar outras pessoas a viajar.

Pin It on Pinterest