fbpx

Foto: Neil Howard (CC BY-NC 2.0) Itália

Pisa é um destino bastante turístico da Itália e chegar até lá é bastante simples. A Itália possui um sistema ferroviário bem extenso e eficiente, por isso a maioria das pessoas que vão à Pisa e também à Lucca utilizam o trem para se deslocarem.

Leia também: Passeio de um dia em Pisa, como comprar ingresso para Torre de Pisa

Pisa

Pisa é uma cidade pequena de 85 mil habitantes, mas possui duas estações de trem: Pisa Centrale e Pisa San Rossore. A primeira localizada no centro e a segunda mais próxima da torre.

Pisa Centrale

Pisa Centrale é a maior estação, onde chegam a maior parte dos trens na cidade. Os trens de alta velocidade só chegam nessa estação. Por isso, se você vier de destinos mais distantes, como Roma ou Gênova, o trem irá parar nesta estação. A maioria dos trens que vêm de Florença também param nesta estação.

interior estação pisa centrale

Estação Pisa Centrale – Foto: John Bauder (CC BY 2.0)

A estação fica a 1,8 km da Torre de Pisa. Você pode ir caminhando por aproximadamente 25 minutos; passa pelo centro da cidade e pelo Rio Arno, por isso é uma caminhada agradável.

transporte a pisa

Rio Arno

Para quem não quiser ir andando, é possível ir de ônibus ou táxi. O táxi será um pouco menos de €10. Já de ônibus sairá mais barato, €1. Existem duas linhas que fazem esse percurso: LAM Rossa (desça na Via Cameo/Piazza Camin) e linha 4 (desça na Piazza Arcivescovado).

Leia também: Florença, a cidade mais cultural da Itália

Pisa San Rossore

Pisa San Rossore é uma estação para os trens regionais da Toscana. Por isso, você só conseguirá utilizá-la se estiver indo a alguma cidade da região. A maior vantagem da estação é sua localização, pois está muito próximo da torre, a apenas 5 minutos de caminhada. Não siga o caminho do Google Maps, porque ele fará você dar uma grande volta. Eu quase caí nessa! Próximo a um supermercado, existe um caminhinho que chega na parte de trás da estação, o que lhe faz cortar caminho, é só perguntar alguém na rua.

Leia também:  Onde ficar em Florença: centro histórico e bairros próximos

Estação Pisa San Rossore torre

Estação Pisa San Rossore

Como a maioria dos turistas saem de Florença, é possível pegar um trem que pare em San Rossore. Em Florença, quase todos os trens saem da principal estação: Santa Maria Novella. A viagem entre as duas cidades leva entre 50 minutos e 1h20, dependendo da linha e custa em média €9. Existem poucos horários de trens que vão para San Rossore e eles costumam demorar um pouco mais do que os que vão à Pisa Centrale. Para ver os horários dos trens acesse o site da ItaliaRail; esse não é o site oficial de comprar, mas é muito melhor de fazer pesquisa e ver os preços. O site oficial é o Trenitalia.

Lucca

trem florença pisa lucca

Centro histórico de Lucca – Foto: Ștefan Jurcă (CC BY 2.0)

A cidade de Lucca está a 23 km de Pisa e 78 km de Florença. Devido a proximidade, muita gente visita Pisa e Lucca no mesmo dia. Existem vários horários de trens entre Lucca e Pisa, todos saindo e chegando na estação Pisa Centrale. Não há trem para Lucca saindo de Pisa San Rossore!

trem estação ferroviaria lucca italia

Estação ferroviária de Lucca – Foto: Kotomi_ (CC BY-NC 2.0)

A viagem entre as duas cidades leva cerca de 30 minutos e custa €4. Lucca possui apenas uma estação de trem que fica no centro da cidade, a quatro minutos de caminhada da Porta de São Pedro, que dá acesso a parte murada da cidade. Já a viagem de trem entre Lucca e Florença dura entre 1h20 e 1h30 e custa cerca de €8.

Excursões

Apesar de ser muito fácil chegar em Pisa e Lucca, há quem prefira visitar as cidades por excursão. A maioria das pessoas escolhem as excursões por comodidade, mas ainda há a vantagem de contar com a explicação de um guia. A desvantagem fica por conta do preço, bem mais alto do que viajando por conta própria.

Para quem decidir fazer esse passeio por excursão recomendo a Get your Guide que possui várias excursões saindo de Florença. Algumas, inclusive, com guias que falam português. Veja os links abaixo. É bom pontuar que as excursões que incluem mais de uma cidade além de Pisa não costuma ter incluído a subida na torre.

Foto de capa: Neil Howard (CC BY-NC 2.0)

Felipe Zig

Felipe Zig é jornalista, fotógrafo e apaixonado por viajar. Depois de conhecer mais de 20 países, decidiu criar o blog “Abrace o Mundo” para dar dicas de viagens e incentivar outras pessoas a viajar.