Foto: arielski (CC BY-ND 2.0) Siem Reap

Angkor é a principal atração turística do Camboja. Dentro do sítio arqueológico da antiga capital do Império Khmer a principal atração é Angkor Wat, o maior e mais incrível templo de toda a cidade antiga. A fama desse templo é tão grande que existem turistas que acreditam que Angkor se resume a essa magnífica construção. Para saber mais sobre a cidade de Angkor leia: Angkor, a impressionante cidade dos templos de pedra.

Wat

Quem viaja ao sudeste asiático se depara com vários pontos turísticos que se chamam Wat, tais como: Wat Run e Wat Pho (Bangkok) e Wat Phnom (Phnom Penh). “Wat” significa templo, por isso os templos têm essa palavra em seu nome.

Já “Angkor” significa capital. Por isso, Angkor Wat significa “Templo da Capital”. A capital do Império Khmer possui cerca de 100 templos, mas Angkor Wat é o mais especial, por isso ele faz jus a esse nome.

Templo de Angkor Wat vista do alto – Foto: Wikipédia CC BY-SA 2.0

Exemplo de arquitetura

O principal templo do Império Khmer é uma imensa e bela construção. Não é a toa que o local se tornou Patrimônio da Humanidade pela Unesco, em 1992. E digo mais, para mim ele deveria ser uma das 7 Maravilhas do Mundo Moderno, porque é muito mais bonito e interessante que a maioria das maravilhas eleitas.

Angkor Wat, que é um templo todo construído em pedra, possui uma arquitetura única, além de contar com várias esculturas e alguns painéis esculpidos nas paredes. Por isso, o templo possui uma grande importância arquitetônica, arqueológica e artística, segundo a Unesco.

Templo hinduísta

No império Khmer, cada rei que subia ao trono construía um novo templo religioso, por isso que Angkor possui tantos templos. Angkor Wat foi construído pelo Rei Suryavarman II, que reinou entre 1113 a 1150. Nesta época, a religião oficial do império era o hinduísmo, apenas no século seguinte que a religião oficial se tornou o budismo.

Como foi construído como templo hindu, existem vários simbolismos no templo. A começar, as cinco torres do templo representam os cumes do Monte Meru, na Índia, considerado o centro do universo e a morada dos deuses para essa religião.

pontos turisticos angkor

Painel com o deus hinduísta Vishnu em Angkor Wat – Foto: Wikipédia CC BY-SA 3.0

O templo também possui bonitos painéis esculpidos nas paredes que representam momentos do poema épico hindu Mahabharata. Mas, talvez o elemento que mais chame a atenção, devido a sua complexidade, é o fosso que circula o templo. Observando do alto percebe-se que ele tem formato quadrado, com uma impressionante simetria. Esse fosso representa os oceanos enquanto que as muralhas representam os limites terrestres.

Leia também: Quantos dias ficar em Angkor: 1, 2, 3 ou 4 dias

foto aerea

Angkor Wat vista do alto – Foto: Wikipédia CC BY 2.5

Construção muito bem preservada

Além de Angkor Wat ser um templo incrível, ele se manteve, surpreendentemente, bem preservado. Isso ocorreu, porque o templo nunca foi abandonado. Em 1431, após a invasão e saque da cidade pelos tailandeses, Angkor foi abandonada. As pessoas deixaram suas casas e foram morar em outra região do país. Então a cidade foi tomada pela selva.

Entretanto, Angkor Wat não foi abandonada! O local continuou sendo um templo budista, por isso os monges preservaram a construção. Até hoje, Angkor Wat continua sendo um templo budista. Você pode ver monges vestidos de laranja circulando pelo local. Como o templo é muito grande, eles se concentram no terceiro e quarto andares. Você também encontrará, próximas a algumas imagens sacras, oferendas levadas pelos budistas.

religiao angkor

Estátua com oferendas dentro de Angkor Wat

Nascer do sol

Um dos momentos mais especiais em Angkor Wat é acompanhar o nascer do sol. É possível ver o sol nascendo bem atrás das torres do templo. Apesar de ser bem cedo, a atividade se tornou famosa, por isso é acompanhada por uma multidão de turistas. Na alta temporada dizem que é até difícil de fotografar, já que há uma grande quantidade de pessoas acumuladas nos melhores pontos para acompanhar o amanhecer do dia.

fotografar nascer do sol

nascer do sol em Angkor Wat – Foto: Ian Gampon (CC BY-NC-ND 2.0)

fotografar por do sol angkor

Multidão fotografando o pôr do sol – Foto: Stephan A. (CC BY-ND 2.0)

Foto de caoa: arielski (CC BY-ND 2.0)

Felipe Zig

Felipe Zig é jornalista, fotógrafo e apaixonado por viajar. Depois de conhecer mais de 20 países, decidiu criar o blog “Abrace o Mundo” para dar dicas de viagens e incentivar outras pessoas a viajar.

Pin It on Pinterest