Foto: slide.fox (CC BY-NC 2.0) Itália

Roma é uma cidade encantadora! Cheia de atrações e com um charme único, a capital da Itália agrada turistas de todos os tipos, idades e estilos, especialmente os brasileiros que a visitam em grande número.

Roma está entre as 20 cidades mais turísticas do mundo, segundo um levantamento da Mastercard de 2016. A cidade recebe sete milhões de turistas por ano. Por isso, o turismo se tornou uma atividade essencial da economia local. Porém, diferentemente dos parisienses, os romanos são mais receptivos e mais calorosos. Vejo os italianos ao lado dos espanhóis como os europeus que mais se parecem com os brasileiros, tanto nos pontos positivos quanto nos negativos.

Foto: Maurizio Mori (CC BY-NC 2.0)

Cidade Eterna

Roma é conhecida como Cidade Eterna. Essa expressão vem da época do Império Romano, pois os romanos acreditavam que mesmo se o império acabasse e a região fosse conquistada por outros povos, a cidade permaneceria viva. E foi justamente o que aconteceu; mesmo a cidade perdendo importância na Idade Média para Veneza e Florença, ela nunca deixou de existir e se reergueu como capital da Itália.

Hoje, Roma é uma grande cidade, de 2,5 milhões de pessoas, viva e cheia de acontecimentos. Assim, um antigo ditado se encaixa muito bem na cidade atual: “para conhecer Roma, não basta uma vida”. A cidade, cheia de realidades distintas e histórias, possui muito a oferecer ao visitante que possui curiosidade em conhecê-la.

Leia também: É caro viajar para a Itália? Veja quanto custa uma viagem à Roma

Piazza Venezia

Cultura

A parte cultural da cidade é muito interessante. É uma cidade que foi construída através de dois milênios, por isso possui singularidades. A Roma de hoje é uma mistura de imperial, medieval, renascentista, barroca, republicana, contemporânea e é claro, papal. Toda essa mistura ajudou a dar a cara que a cidade possui atualmente. Apenas analisando as igrejas da cidade, já é possível ver essas mudanças na arquitetura. Aliás, a cidade de 900 igrejas, possui exemplares únicos e belíssimos de se apreciar.

Leia também: 7 dicas essenciais da Itália

Igrejas gêmeas de Santa Maria Montesanto e Santa Maria dei Miracoli

Pontos Turísticos

Quando falamos em cultura e arquitetura, já pensamos nas atrações mais interessantes de um local. Como a época do Império Romano é a mais famosa de Roma, essas são as atrações turísticas mais procuradas pelos visitantes. Quem não tem vontade de conhecer o Coliseu? Mas, Roma possui outras atrações turísticas bastante interessantes.

Coliseu

Gastronomia

Sem dúvida, essa é uma das partes mais interessantes da Itália. Talvez, ainda tenha ganhado mais fama com o livro Comer, Rezar e Amar, onde a Itália é justamente o local para saborear comidas deliciosas. As massas são o tipo de comida mais famosa e popular da Itália; são encontradas em qualquer lugar, desde os restaurantes mais simples até os mais sofisticados. Quando falamos em massas, pensamos em macarrão e na Itália há vários tipos deles, de formatos e composições mais incríveis possíveis. Inclusive, é muito comum turistas levarem algum macarrão artesanal para casa. Os mercadinhos e feiras são cheios deles.

Porém, nem só de massas vivem os restaurantes da cidade. Roma possui alguns pratos típicos como o Saltimbocca alla Romana, feito de bife de vitela e o Coda alla Vaccinara, ensopado feito com rabada. Para quem tem interesse em provar algo mais diferente existe o Coratella, prato feito com partes que consideramos não muito nobres do cordeiro como: fígado, pulmão, coração e pâncreas.

Para os amantes dos doces, não deixem de saborear o sorvete italiano, o famoso gelato. Os gelatos são tão gostosos, porque são sempre feitos com frutas da estação e ingredientes frescos, sem adição de corantes, conservantes ou aromatizantes. Além disso, como possuem 50% menos gordura que um sorvete normal, sua consciência não irá pesar se tomar mais de um.

Leia também: Quando ir à Roma, veja clima e preços de cada época 

Gelato – Foto: arsheffield (CC BY-NC 2.0)

Onde ficar

Roma é uma cidade bem extensa, que possui milhares de hotéis em distintos bairros. A maioria dos turistas gosta de ficar na região do centro histórico, sobretudo os que podem pagar um pouco mais, já que é uma região mais cara. Entretanto, a cidade possui outros bairros bons para se hospedar. Para saber mais leia: Hospedagem em Roma, onde ficar e onde não ficar.

Foto de capa: slide.fox (CC BY-NC 2.0)

Felipe Zig

Felipe Zig é jornalista, fotógrafo e apaixonado por viajar. Depois de conhecer mais de 20 países, decidiu criar o blog “Abrace o Mundo” para dar dicas de viagens e incentivar outras pessoas a viajar.

Share This