Reservar ou não o hotel? Dicas / Hotel

Reservar ou não reservar hotéis, eis a questão

Essa é uma dúvida cruel na hora de planejar uma viagem. Reservar ou não reservar hotéis? E o resultado da sua escolha impactará nos gastos e deixará sua viagem mais rígida ou flexível.

Mas, afinal o que vale mais a pena? A resposta para essa pergunta é: depende. E depende de muita coisa! E não importa se você se hospeda em hotéis ou hostels, os prós e os contras são os mesmos!

Roteiro de Viagem

Primeiramente, depende do seu roteiro de viagem. Se você está com uma viagem em aberto, não sabe, exatamente, quantos dias vai ficar em cada cidade, não adianta reservar; pois se você já tiver reservado e não necessitar do quarto, terá que pagar por ele mesmo assim. Cancelamentos de reserva variam de estabelecimento para estabelecimento, mas são realizados, no mínimo, com três dias de antecedência. É possível também reservar apenas para uma parte da viagem, para o primeiro destino ou para uma cidade do roteiro que estará cheia naquela época.

Economia

Reservar antes pode fazer você economizar ou pagar mais caro pela estadia. Quando eu viajo sem reserva, um dos motivos é poder negociar na hora e pagar um valor menor pela diária. Porém, isso só funciona se você estiver viajando em baixa temporada. E é preciso pesquisar, pois dentro de um mesmo país ou até cidades próximas, podem haver períodos de baixa e alta temporadas diferentes. Outra questão referente aos hostels é o país. Em países mais desenvolvidos, como EUA e o oeste europeu, a vida é muito mais informatizada e os hostels e hotéis mais baratos, provavelmente, estarão no WorldHostel e Booking. Já nos outros países, as hospedagens mais baratas, sejam elas hotéis, hostels ou guesthouse (pousada) não estão disponíveis nos sites. Então para economizar, se for para EUA ou Europa aconselho comparar os preços e reservar antecipadamente, já para os outros, caso viaje em baixa temporada é preferível escolher na hora.

Então, se decidir reservar, reserve com antecedência, pois os lugares que oferecem o melhor custo-benefício são os primeiros a esgotar.

Tempo disponível

Deixar para escolher o hotel na hora consumirá um tempo do seu dia. Caso seu cronograma esteja muito apertado, podem ser horas preciosas! Para gastar menos tempo na procura de um lugar para dormir eu fazia o seguinte: pesquisava na internet ou perguntava no guichê de informação turística do aeroporto/rodoviária onde era a região dos mochileiros, pois seria o local onde encontraria hostels e hotéis baratos. Normalmente, as cidades têm regiões onde ficam concentrados os hotéis ou hostels. Para saber se o preço está bom, eu entro em, pelo menos, uns quatro hotéis. Quando estou achando os valores caros, ando mais e entro em mais hotéis para comparar os preços. Muito perto das atrações turísticas pode ser mais caro, então deve-se procurar também os hotéis que estejam alguns quarteirões mais distantes.

Localização

Um dos aspectos que acho mais importante na escolha da hospedagem é onde ela está localizada. Os sites HostelWorld, Booking, Hoteis.com, TripAdvisor, etc trazem a classificação de vários quesitos dos hotéis: limpeza, ambiente, funcionários, custo-benefício e inclusive localização. Esse é um bom lugar para ver se seu hotel está bem localizado. Mas, as classificações podem ser meio subjetivas. Quando você chega que, realmente, vê se aquela é uma boa localização. Eu já reservei hostels bem legais, mas super distantes do centro histórico, em que eu precisava pegar o metrô até o ponto final e ainda percorrer mais 20 minutos de ônibus. Quando se escolhe o hotel pessoalmente, pode ser que você não fique no melhor lugar, mas você também não vai ficar em um lugar ruim.

Despojamento

Essa é uma questão central e para muitos pode ser o quesito mais determinante na hora de escolher reservar ou não. Para viajar sem reserva, você precisa ter um espírito mais aventureiro, pois pode acontecer de demorar a achar a vaga, não encontrar nada barato no nível que pretende ficar ou simplesmente não encontrar quarto disponível. E caso uma dessas hipóteses aconteça, você vai gastar ainda mais tempo procurando e talvez precisará adaptar seu roteiro para se hospedar em outra cidade.

Espero ter lhe ajudado a fazer a melhor escolha e se ainda assim você está com medo de não reservar, comece aos poucos. Viaje e deixe apenas um destino sem reserva. Aos poucos você vai ganhando confiança para viajar totalmente sem reserva; como eu quando fui ao sudeste asiático.

Fotografia: Hotel California – Foto de:  Kevin Dooley

Felipe Zig

Felipe Zig é jornalista, fotógrafo e apaixonado por viajar. Depois de conhecer mais de 20 países, decidiu criar o blog “Abrace o Mundo” para dar dicas de viagens e incentivar outras pessoas a viajar.

Share This