Onde comprar o Chapéu Panamá: Equador ou Panamá? Equador / Panamá

O Chapéu Panamá é um modelo equatoriano, mas que ficou famoso com o nome Panamá. Por isso, há dois polos de produção: um no Panamá e outro no Equador. Os dois países vendem esse tipo de chapéu, no entanto a qualidade, os modelos e os preços variam. Assim, depois de visitar os dois países, fiz um guia para lhe ajudar a conhecer as diferenças das peças vendidas nos dois locais e saber onde comprar.
Para saber mais sobre o Chapéu Panamá, como é feito, a origem do nome e os modelos, leia o post: Chapéu Panamá, o famoso sombrero de origem equatoriana.
A matéria-prima para o chapéu é a palha toquilla, que não é encontrada no Panamá, apenas no Equador. Como a palha encontra-se no Equador, a maior parte dos chapéus é tecida no Equador, apesar de também haver comunidades no Panamá que tecem o famoso sombrero. Depois de serem tecidos, são enviados para as empresas que dão o acabamento. Esse acabamento consiste em ferver, tingir, prensar para adquirir formato e colocar a fita nos chapéus.

Qual a diferença entre os chapéus?

A primeira diferença é relativa a espessura da palha usada para tecer. Quanto mais fina a palha, mais tempo demora para tecer e melhor é a qualidade do chapéu. Um chapéu comum leva um ou dois dias para ser tecido, já um chapéu Premium levam dois ou três meses. A consequência é uma qualidade melhor, refletindo no valor do produto, que pode chegar a custar US$300.
Em um primeiro momento, você não verá a diferença nesses dois tipos de chapéus, mas se prestar atenção na palha, verá que o mais caro, possui “fios” muito mais finos; a palha é desfiada em pedaços muito menores.

vários modelos de chapéus panamá

Loja em Cuenca

Onde comprar?

No Panamá o principal lugar para comprar é na Cidade do Panamá. No Casco Viejo, que é o Centro Histórico, existem várias lojas e ambulantes vendendo os chapéus. Há uma variação de preço entre as lojas, mas ela é pequena.
Já no Equador, o principal local de produção e também de venda dos sombreros é Cuenca, a terceira maior cidade do Equador. Não há muitas lojas que vendem o Chapéu Panamá na cidade, normalmente, as próprias confecções possuem um ponto de venda e vendem diretamente para o consumidor final, como Barranco e Homero Ortega. Esse é o local que você terá mais opções de chapéus. É impressionante a quantidade de cores e modelos. Também é lá onde você encontrará os chapéus de melhor qualidade. Entretanto, esse é o local mais caro para comprar.
Em Quito também é possível achar esses chapéus. Porém, não é um produto que se vende em qualquer lugar. O melhor lugar para comprar é o Mercado de Artesanias La Mariscal. Em Quito é o local mais barato para comprar, mas há muito menos opções. Os modelos branco, creme, caramelo e marrom você encontrará com facilidade, já os coloridos é mais difícil.

ambulante vendendo chapéu do panamá

Vendedor de rua no centro histórico da Cidade do Panamá

Qual é a empresa mais famosa a fabricar Chapéus Panamá?

A confecção mais famosa a produzir Chapéus Panamá é a Homero Ortega, de Cuenca. Sua confecção fica em frente a rodoviária da cidade e além da loja, eles possuem um pequeno museu com visita gratuita e guiada que é interessante para entender como é produzido esse sombrero.

museu da fabrica de chapeus panama homero ortega

Museu da Homero Ortega

Preços

Primeiramente, é bom dizer que Panamá e Equador utilizam o dólar americano como moeda corrente e, por isso, fica mais fácil a comparação dos preços, pois não há variação cambial entre os dois países.
No Panamá os chapéus custam entre US$25 e US$35, os modelos branco e creme estão entre os mais baratos e os coloridos entre os mais caros. Já no Equador o preço varia mais. Em Quito é onde você encontrará os melhores preços, os modelos comuns custam a partir de US$15, já os coloridos a partir de US$25. Em Cuenca, como existem muitos modelos, há uma grande variação de preços, mas eles começam em US$25, com os coloridos sendo mais caros.

Tamanhos

Chapéus, assim como capacetes, possuem tamanhos. Então, se for comprar para levar para alguém é preciso ter ideia do tamanho. Os tamanhos mais comuns são: 56, 58, 60 e 62. Esses números correspondem à circunferência da cabeça em centímetros.

Homem esperimentado chapéus do panamá

Cuidados especiais

Alguns vendedores do Equador e, principalmente, do Panamá vão querer lhe convencer a enrolar o chapéu para ocupar menos espaço e caber melhor na mala. Essa é uma péssima ideia! Se a palha for um pouco mais grossa ela pode rachar e mesmo se a palha for fina o chapéu perde o formato. Quanto mais tempo ele ficar enrolado, mais ele vai perdendo o formato. E se perder o formato, ele só voltará ao formato original se for prensado novamente. Apenas os modelos que não foram prensados, ou seja, são redondos em cima, podem ser enrolados sem preocupação. Por isso, o melhor mesmo é trazer seu chapéu em uma caixa grande ou na cabeça. A dica é deixar para comprar o chapéu no final da viagem. Comprei o meu no começo da viagem e fiquei andando com a caixa durante uns 20 dias e não é algo agradável.

Leia nossas outras matérias sobre Panamá e Equador:

San Blas, o paraíso do Caribe

Baños, o que fazer na cidade da aventura no Equador

Balanço do Fim do Mundo, um lugar único e mágico

Cuenca, uma charmosa cidade histórica no Equador


Felipe Zig

Felipe Zig é jornalista, fotógrafo e apaixonado por viajar. Depois de conhecer mais de 20 países, decidiu criar o blog “Abrace o Mundo” para dar dicas de viagens e incentivar outras pessoas a viajar.

Share This