O Museu de Memórias da Guerra do Vietnã em Ho Chi Minh Vietnã

Em 2015, se comemora 40 anos do final da Guerra do Vietnã. Na cidade vietnamita de Ho Chi Minh, a antiga Saigon, há o War Remnants Museum, um museu de memórias dessa guerra. O museu é uma das típicas atrações turísticas da cidade e é bem interessante para se conhecer um pouco mais sobre esse conflito. A entrada custa 15.000VND Dongs (R$2,25).

Leia também: Ho Chi Minh a cidade comunista que virou cosmopolita

Talvez a Guerra do Vietnã seja a guerra mais comentada da segunda metade do século XX. Ela se tornou emblemática devido à derrota dos Estados Unidos (EUA). Apesar de muito comentada, sempre há a curiosidade de conhecer mais sobre esse período.

O museu tem o objetivo de contar essa história. E como todos sabem, nenhuma história é isenta de parcialidade. O museu conta a história do ponto de vista dos vitoriosos, os vietnamitas. E essa que é a versão interessante de conhecer, pois a versão contada pelos EUA já é comumente conhecida através de filmes e programas de televisão.

O museu foi inaugurado em 1975, no antigo prédio do serviço de informação dos EUA. Inicialmente, seu nome era Museu dos Crimes de Guerra do Imperialismo Americano e Governo de Fantoche. Depois, o nome foi trocado para Museu dos Crimes de Guerra e só em 1990 o museu ganhou o nome atual.

 Autor da foto não creditado (creative commons)

Autor da foto não creditado (creative commons)

Apesar do nome ter mudado, seu conteúdo não mudou muito. A principal sala do museu é dedicada a contar os horrores da guerra. O mais marcante é a parte que fala sobre o uso do “agente laranja”, uma toxina que foi utilizada pelas tropas americanas durante a guerra. A toxina era usada para desfolhar as árvores, destruindo as florestas em que o “inimigo” se escondia. Porém, o “agente laranja” possui uma substância cancerígena que matou milhares de pessoas e causou mutações genéticas. As fotos das crianças que nasceram com problemas devido à toxina são bem fortes!

O museu também trata de outros aspectos da guerra. Há uma parte com notícias de jornais sobre o conflito e a crítica de vários líderes mundiais à presença dos EUA na guerra. Também é possível ver as armas e bombas utilizadas no conflito. Outra parte interessante são as fotografias do japonês Ishikawa Bunyo que fez a cobertura fotográfica da guerra.

Coleção de armas utilizados na guerra do Vietnã

Coleção de armas utilizados na guerra do Vietnã

O museu possui três andares, mas é no pátio externo que se encontra a parte mais fotografada! Nessa parte do museu ficam os veículos que foram utilizados pelos EUA; é possível ver aviões, helicópteros e tanques.

Apesar do museu dar destaque aos abusos cometidos pelos EUA na guerra, ele não possui um sentimento revanchista. O museu quer deixar a mensagem que é bom conhecer a guerra para valorizar a paz!

Horários de funcionamento

Aberto diariamente das 07:30 às 12:00 e das 13:30 às 17:00 horas.

O museu fecha pontualmente às 17 horas. Quando dá o horário, eles apagam as luzes para todo mundo sair.

Pátio externo

Pátio externo

Leia nossas outras matérias sobre a cidade de Ho Chi Minh:

– Ho Chi Minh a cidade comunista que virou cosmopolita
– O caótico e maluco trânsito da cidade de Ho Chi Minh
Principais pontos turísticos de Ho Chi Minh 

 

Foto de capa de: Brian Johnson & Dane Kantner

Felipe Zig

Felipe Zig é jornalista, fotógrafo e apaixonado por viajar. Depois de conhecer mais de 20 países, decidiu criar o blog “Abrace o Mundo” para dar dicas de viagens e incentivar outras pessoas a viajar.

Share This