Foto: Luc Mercelis (CC BY-NC-ND 2.0) Itália

A Itália é um dos países mais visitados por brasileiros e está nos planos de muitos outros. Entretanto, uma dificuldade de muita gente é saber se a Itália é um destino caro e qual seria a estimativa de gastos. Se essa é a sua dúvida, esse texto foi feito para você!

Leia também: Melhores meses para viajar à Itália

A primeira pergunta é se a Itália é um país caro. Isso vai depender se é caro em comparação a que outro país. Comparando com o Brasil, a Itália é sim cara. No geral, hotéis, refeições e transporte custam mais do que em nosso país. Porém, se você for comparar com outros países turísticos da Europa como Suíça, Inglaterra e França, podemos dizer que a Itália é barata. Se abrirmos mais o leque e compararmos com a América do Sul e o Sudeste Asiático, aí sim a Itália se torna extremamente cara.

Porque a Itália é cara?

O principal motivo das viagens para a Itália saírem mais caras é o câmbio. O Euro é muito mais valorizado do que o Real e isso faz com que nossa moeda valha muito pouco na Europa. Mas, isso vai depender do câmbio, que às vezes está mais alto (R$3,78, em 30/06/17) ou mais baixo (R$3,24 em 23/02/17).

Leia também: Roma, uma cidade intensa e cheia de encantos

Foto: Nick Kenrick (CC BY 2.0)

Passagens aéreas

As passagens aéreas influenciam muito no gasto de uma viagem, pois, normalmente, são o maior gasto em uma viagem de curta duração. Nos principais destinos da Europa, e incluo a Itália nessa lista, é possível encontrar passagens a preços bons; muitas vezes preços semelhantes ou até mais baratos que alguns países da América Latina.

O principal aeroporto internacional do país é o de Fiumicino (FCO), em Roma. Uma passagem de São Paulo à Roma custa, em média, R$ 3.200, ida e volta. Porém, como passagens aéreas mudam muito de preço, é possível encontrar valores mais altos e mais baixos que o citado acima. Inclusive, existem promoções com preços inferiores a R$ 2 mil.

Média de gastos

Depois de descobrir o valor da passagem, o que todo mundo quer saber é a média de gastos diários. Isso vai depender muito do estilo de viagem que você pretende fazer. Mas, podemos fazer uma média. Segundo o site Budget Your Trip, a média de gastos diários na Itália é de €121 (R$447) para uma viagem de estilo médio, incluindo os deslocamentos entre as cidades; se fosse uma viagem de baixo orçamento, tipo mochileiro, seria €48 (R$178). Já uma viagem que eles chamam de luxo, seria €306 (R$1132). Isso para a média da Itália, mas todo mundo sabe que existem cidades mais caras e baratas em qualquer país. O sul da Itália é mais barato, já o norte, especialmente Veneza, é bem mais caro. Roma, segundo o site, tem valores de gastos muito próximos a da média da Itália. Essa é apenas uma estimativa para você ter uma noção e fazer um planejamento. Não tome os números como absolutos.

Hotéis

A acomodação costuma ser o segundo maior gasto de uma viagem, por isso fará grande diferença no resultado final. Portanto, esse quesito pode aumentar ou diminuir sua média de gastos. Como a Itália é um país muito turístico, existe uma grande oferta de hotéis de diferentes preços e estilos, desde hostels com quartos compartilhados até hotéis de luxo.

Pegando Roma como exemplo, um quarto de hotel simples para duas pessoas custa a partir de €40, já se for um hotel três estrelas custa a partir de €60. Para saber mais sobre os melhores locais para se hospedar em Roma, leia: Hospedagem em Roma, onde ficar e onde não ficar.

Em Florença os hotéis são um pouco mais caros, já em Veneza é muito mais caro, mais que o dobro desse valor.

Para encontrar hotéis em Roma clique aqui.

Para encontrar hotéis em Florença clique aqui.

hoteis baratos em roma

Foto: Marco Trovò (CC BY-NC-ND 2.0)

Alimentação

Esse é outro quesito que pode variar muito. Uma refeição em um bom restaurante não custará menos de €30. Porém, existem opções mais baratas, como massas, fatias de pizza e fast foods. Durante o almoço é possível achar o menu executivo, com preços a partir de €10. Para jantar que não há essa opção e sua refeição sairá mais cara.

Leia também: 7 dicas essenciais da Itália 

prato de macarrão na italia

Foto: jen and joe (CC BY-NC-ND 2.0)

Museus e outras atrações

Esse é o único quesito que varia pouco, já que se você quiser visitar alguma atração, precisará pagar o preço do ingresso. Porém, você não precisa visitar todos os museus de uma cidade, apenas os mais importantes. Para quem pretende visitar muitas atrações em Roma, Florença e Veneza existem os famosos City Pass. Eles possuem preços e regras diferentes.

O mais simples de entender é o Firenze Card, o cartão de Florença que dá direito a entrar em 72 museus, em um período de 72 horas, por €72. O Venezia Unica é mais personalizado e existem vários tipos de cartões de acordo com o que você quer visitar, sua idade e a quantidade de dias; no geral possui uma média de desconto de 30% em relação as bilheterias. O cartão mais completo, que também inclui transporte, custa: €50 (1 dia), €90 (3 dias) e €140 (7 dias). Já o Roma Pass possui duas opções, de 48 horas (€28) que dá direito a entrar em uma atração grátis e o de 72 horas (€38) que dá direito a entrar em duas atrações. Ambos também dão direito a utilizar o transporte público e dão desconto na entrada das demais atrações da cidade.

Leia nossas outras matérias sobre a Itália:

Quando ir à Roma, veja clima e preços de cada época

Foto de capa: Luc Mercelis (CC BY-NC-ND 2.0)

Felipe Zig

Felipe Zig é jornalista, fotógrafo e apaixonado por viajar. Depois de conhecer mais de 20 países, decidiu criar o blog “Abrace o Mundo” para dar dicas de viagens e incentivar outras pessoas a viajar.

Share This