Quito - Foto: Visita Quito (CC BY-NC 2.0) Equador

Quito, a capital do Equador, é uma cidade inusitada. A começar, está localizada na metade do mundo! A linha do Equador divide a cidade em hemisfério norte e sul. Além disso, é a segunda capital mais alta do mundo, está a 2900 metros acima do nível do mar. E ainda, é a cidade que possui o maior centro histórico da América Latina.

Tudo isso contribui para tornar a capital do Equador um grande destino turístico da América do Sul, mas a cidade e seus arredores ainda guardam mais surpresas!

Panecillo – Foto: Visita Quito (CC BY-NC-ND 2.0)

História

A história da cidade começa com a tribo de Quitus, que foi a primeira a habitar a região e que inclusive deu nome a cidade. Depois, vieram os Incas que conquistaram grande parte de onde é hoje o Equador. Os espanhóis chegaram no começo do século XVI, invadiram a região até derrubar o Império Inca. Foi justamente na região de Quito onde houve a maior resistência inca ao domínio espanhol. Em 1541, os espanhóis fundaram a cidade que veio a se chamar Muito Nobre e Leal Cidade de San Francisco de Quito. A cidade se desenvolveu no período colonial e se transformou em um grande polo de produção têxtil.

Quem quiser conhecer melhor a história da capital equatoriana deve visitar o Museu de la Ciudad. O museu é muito bem montado e conta a história da fundação e desenvolvimento de Quito.

museu de la ciudad em quito equador

Museu de la Ciudad

Pontos Turísticos

O principal ponto turístico de Quito é seu famoso centro histórico (foto de capa), conhecido também como Ciudad Vieja, que é o maior centro histórico da América Latina. Também não podemos deixar de falar do TelefériQo, que percorre 2,3 km e chega a uma altitude de 3950 metros, e da Metade do Mundo, onde passa a linha do Equador.

Próximo à cidade, existem dois vulcões bastante turísticos: o Quilotoa que em sua cratera possui um lago de água verde esmeralda e o vulcão ativo Cotopaxi, que possui o cume com neve e é um dos vulcões ativos mais altos do mundo.

lago do vulcão quilotoa

Vulcão Quilotoa – Foto: Simon Matzinger (CC BY 2.0)

Onde ficar

Apesar da cidade ser grande, possuir 2,5 milhões de habitantes, os turistas se concentram em duas regiões: no Centro Histórico e no bairro La Mariscal. Para saber mais sobre hospedagem leia Onde ficar em Quito, no Centro Histórico ou em La Mariscal? 

Custo-benefício

Quito é uma cidade barata: hospedagem, alimentação e passeios não são caros. O Equador utiliza o dólar como moeda corrente, por isso variações no câmbio podem afetar o custo da viagem. Mesmo assim, Quito é mais barato que a maioria das principais capitais da América do Sul. Para saber mais leia: É barato viajar para o Equador? Veja quanto custa uma viagem! 

Curiosidades

Como Quito está na linha do Equador, os dias não possuem variação, ou seja, seja verão ou inverno o sol vai nascer às 6:20 e se pôr as 18:20 horas. Além disso, as temperaturas são as mesmas o ano inteiro; a única variação é com relação às chuvas, que aparecem um pouquinho mais nos meses de março, abril e maio. O nosso guia do Museu Intiñan disse que isso deixa a vida na cidade um pouco entediante.

Leia também: Metade do Mundo e Museu Intiñan em Quito 

Museu Intiñan

Leia nossas outras matérias sobre o Equador:

Equador: um país pequeno, mas cheio de emoção

Como viajar de ônibus dentro do Equador

Baños, o que fazer na cidade da aventura no Equador

Cuenca, uma charmosa cidade histórica no Equador

Foto de capa de: Visita Quito (CC BY-NC 2.0) 

Felipe Zig

Felipe Zig é jornalista, fotógrafo e apaixonado por viajar. Depois de conhecer mais de 20 países, decidiu criar o blog “Abrace o Mundo” para dar dicas de viagens e incentivar outras pessoas a viajar.

Share This