Circuito das Águas: as famosas águas de Minas Gerais Circuito das Águas

No sul de Minas Gerais está localizada uma região chamada de Circuito das Águas. A região é composta pelas cidades de São Lourenço, Caxambu, Lambari, Cambuquira, entre outras e é famosa por suas estâncias hidrominerais. As principais cidades do Circuito possuem um Parque das Águas em que é possível provar vários tipos de águas minerais naturais, cada uma com uma composição, um sabor e uma indicação terapêutica diferente. É um paraíso para quem gosta de água gasosa, já que o gás presente nas águas é natural. Dentro de alguns Parques das Águas também há um Balneário, em que é possível fazer banhos de água mineral, massagens e outras atividades.

O Circuito das Águas é uma região turística que foi criada pelo governo de Minas Gerais. Fazem parte da região 11 cidades: Baependi, Cambuquira, Campanha, Carmo de Minas, Caxambu, Conceição do Rio Verde, Heliodora, Lambari, Maria da Fé, Soledade de Minas e Três Corações. Algumas cidades, que também possuem estâncias minerais, mas que já tem um turismo mais consolidado e estão um pouco mais distantes, ficaram de fora, como Poços de Caldas e Araxá. Apesar do Circuito das Águas possuir 11 cidades, há quatro cidades principais: Caxambu, São Lourenço, Cambuquira e Lambari. As principais estâncias hidrominerais e os parques das águas ficam nessas cidades. Elas concentram a maior parte do turismo, mas não de forma igualitária. São Lourenço recebe mais da metade do turismo da região. É lá que se encontra a maioria dos hotéis, restaurantes e casas de veraneio.

Balneário de São Lourenço

Balneário de São Lourenço

Das quatro principais cidades do Circuito das Águas, São Lourenço é a maior. Não que ela seja uma cidade grande, muito pelo contrário, possui uma população de apenas 40 mil habitantes. O que parece pouco, significa o dobro da população das cidades vizinhas Caxambu e Lambari e quatro vezes a população de Cambuquira. Como você pode observar, o Circuito das Águas é formado por cidades pequenas. Isso tem seu lado bom e ruim. Pensando nas vantagens, visitar essas pequenas cidades é conviver com uma tranquilidade e segurança, impossíveis de se imaginar em uma metrópole. Carros e charretes convivem pacificamente no trânsito, as pessoas andam tranquilamente pelas ruas, os moradores são muito receptivos e há poucos casos de assaltos nas cidades. Já pelo lado negativo, podemos observar que não há um grande aeroporto na região, não existem muitas linhas de ônibus interestaduais e não há muitas opções de restaurantes, com exceção de São Lourenço. Se você tiver vontade de conhecer a região, precisa mergulhar de cabeça nesse espírito interiorano e entrar no clima! No começo você achará estranho, mas não demorará muito até entrar no clima.

O Circuito das Águas é um destino famoso entre o público da terceira idade. Os Parques das Águas, os balneários e o clima parado das cidades atraem muitos turistas com mais de 60 anos. Os “cabeças de prata” eram o único público das cidades, mas isso vem mudando. Famílias e casais com mais de 40 anos também vêm se interessando por esse destino. E mesmo que poucos, também foi possível ver turistas jovens, sobretudo casais.

Principais Cidades

As quatro principais cidades do Circuito das Águas são: São Lourenço, Caxambu, Lambari e Cambuquira. Eu as chamo de TOP 4.

São Lourenço

São Lourenço é a principal cidade do Circuito das Águas e a responsável pela maior parte do turismo. A cidade se desenvolveu bastante nas duas últimas décadas e hoje já possui uma boa infraestrutura para os turistas. Em São Lourenço se encontra a maioria dos hotéis e restaurantes, além disso é a cidade que possui mais atrações turísticas, como o Trem das Águas, o teleférico e o Parque das Águas. Por outro lado, é a cidade mais cara do Circuito. O Parque das Águas da cidade é o maior e o mais bem cuidado, pois é mantido pela empresa Nestlé, que engarrafa a água da cidade. No parque há nove fontes de água.

Leia também: São Lourenço, o coração do Circuito das Águas

Fonte Oriente no Parque das Águas em São Lourenço

Fonte Oriente no Parque das Águas em São Lourenço

Caxambu

Caxambu é a cidade que possui a principal estância mineral do Circuito. Segundo a prefeitura, é a maior concentração hidromineral do planeta, com 12 fontes de água. O Parque das Águas da cidade é o mais imponente, com fontes bonitas e requintadas. Entretanto, o parque não se encontra bem cuidado, as fontes apesar de bonitas, estão com as tintas descascando. É necessária uma reforma para recuperar o aspecto original das fontes. O balneário do parque também é o maior e o mais imponente, mas não oferece tantos serviços como o de São Lourenço e o de Cambuquira. A foto de capa da matéria é do Parque das Águas das cidade.

Leia também: Caxambu, a cidade com a maior estância hidromineral do mundo

Balneário de Caxambu

Balneário de Caxambu

Lambari

Essa é a única cidade em que o turismo regrediu nas últimas décadas. Até os anos 1990, o turismo era mais intenso do que hoje. O resultado disso é que alguns hotéis fecharam e outros se encontram velhos. Mas, por outro lado, é a cidade que pode oferecer os melhores preços de hospedagem. O Parque das Águas da cidade é o menor do Top 4 do Circuito. É do tamanho de uma praça, tem apenas seis fontes e não possui balneário, mas é bem cuidado. A principal atração da cidade é o Cassino, que fica nas margens do lago e está em reforma há mais de cinco anos.

Cassino do Lago em Lambari

Cassino do Lago em Lambari

Cambuquira

Cambuquira é a menor cidade do Top 4, com apenas 12 mil habitantes. Por isso, possui menos opções de hotéis e restaurantes do que as demais cidades. Mas, o Parque das Águas não é pequeno, possui cinco fontes e um pequeno lago. Também há um balneário no Parque, que apesar de ficar a maior parte do tempo vazio, oferece várias atividades.

Chafariz em Cambuquira

Chafariz em Cambuquira

Quanto tempo ficar

As cidades do Circuito das Águas não têm muito o que visitar, apenas São Lourenço possui mais atrações turísticas, mas mesmo assim não há muita coisa. Em dois dias já é possível conhecer os pontos turísticos de São Lourenço. Para as outras três cidades meio dia já é suficiente para conhecer cada uma. Um feriado prolongado é um período ideal para conhecer o Circuito, mesmo se o feriado for de três dias; você pode conhecer Lambari e Cambuquira no mesmo dia, reservar uma manhã para Caxambu e ficar um dia e meio em São Lourenço. Já se o intuito da viagem é descansar você pode ficar mais tempo ou restringir sua viagem a Caxambu e São Lourenço que ficam muito próximas.

Como chegar

O aeroporto mais próximo é o de Juiz de Fora, que não possui muitos voos e fica a 240 Km de distância. Por isso, a maioria dos turistas chegam por meio terrestre. São Lourenço fica a 400 Km de Belo Horizonte, 280 Km do Rio de Janeiro e 293 Km de São Paulo. As rodovias de acesso às cidades do sul de Minas, normalmente, são boas, por isso a maioria das pessoas prefere ir de carro. Também há linhas de ônibus regulares para essas cidades, saindo de Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo. O ponto final dos ônibus varia de acordo com a linha, mas eles passam pelas quatro cidades. Entre uma cidade e outra também há linhas intermunicipais das empresas Santa Cruz, Viação Coutinho, Cidade do Aço e Gardenia.

Leia também nossas outras matérias sobre o Circuito das Águas:

São Lourenço: o coração do Circuito das Águas

Parque das Águas de São Lourenço


Felipe Zig

Felipe Zig é jornalista, fotógrafo e apaixonado por viajar. Depois de conhecer mais de 20 países, decidiu criar o blog “Abrace o Mundo” para dar dicas de viagens e incentivar outras pessoas a viajar.

Share This