Chapéu Panamá, o famoso sombrero de origem equatoriana Equador / Panamá

Item de desejo de muitos homens e também mulheres, o Chapéu Panamá é um acessório clássico do mundo da moda. O modelo se eternizou nas cabeças de ícones mundiais como o presidente americano Roosevelt, o primeiro-ministro britânico Winston Churchill, o aviador Santos Dumont, o músico Tom Jobim e o presidente Getúlio Vargas. O que muita gente não sabe é que o Chapéu Panamá é de origem equatoriana. Apesar de perder no nome, o Equador ainda é o tradicional local de produção dessa peça. Disputas a parte entre Equador e Panamá, o Chapéu é um item de moda muito interessante e que inclusive ganhou o título de Patrimônio Imaterial da Humanidade pela Unesco.

Foto: Dennis Tang (CC BY-SA 2.0)

Chapéus sendo vendidos no Panamá – Foto: Dennis Tang (CC BY-SA 2.0)

Mas, porque o nome Panamá?

O Chapéu Panamá é um acessório tradicional no Equador, feito há mais de 100 anos. Inicialmente, ele possuía o nome de Chapéu Jipijapa ou Chapéu de Palha Toquilla, este último é o nome utilizado até hoje no Equador.

Durante a construção do Canal do Panamá, eram exportados ao país da América Central centenas de chapéus para ajudar os operários a se protegerem do sol. Franceses e americanos que trabalhavam no canal, também compravam os modelos e sem saber de sua origem, diziam que eram modelos panamenhos. Entretanto, o fato que ganhou mais notoriedade foi a visita do presidente norte-americano Thedore Roosevelt ao Panamá em 1914. Ele visitou o país para inaugurar o Canal do Panamá. Roosevelt foi presenteado com um chapéu que atribuiu o nome Panamá. O presidente gostou muito do modelo e foi fotografado em vários momentos utilizando o chapéu. Essas fotografias deram uma fama repentina ao modelo, tornando-o conhecido em todo o mundo com o nome Chapéu Panamá.

Como é feito o Chapéu?

O Chapéu Panamá é feito da palha da palmeira Carludovicapalmata, conhecida popularmente como palha toquilla. Essa palha é original do Equador e não do Panamá. Assim como os chapéus de palha brasileiros, aquele modelo de festa junina, o Chapéu Panamá é feito de palha seca. A palha toquilla é fervida, colocada para secar e depois tecida. A diferença para o chapéu brasileiro é que a palha é muito mais fina do que os chapéus nacionais. Um Chapéu Panamá tradicional leva um ou dois dias para ser tecido. Já um modelo com palha extra-fina leva até três meses para ser tecido uma única peça. Quanto mais fina a palha, mais nobre é o chapéu e maior é o seu preço, podendo chegar a US$300.

Chapéus do Panamá ainda sem o acabamento

Chapéus do Panamá ainda sem o acabamento

Essa primeira parte da confecção do chapéu é feita por camponeses e descendentes de índios que ganham muito pouco por seu trabalho. A segunda parte é feita por uma empresa, que fica com a maior parte do lucro. Os chapéus já tecidos são fervidos; tingidos, se for o caso, e prensados para terem um formato específico.

A confecção Homero Ortega, em Cuenca no Equador, possui um museu ao lado de sua fábrica, onde você pode acompanhar como é feita a produção dos chapéus. O museu é gratuito, já que a intenção deles é vender os modelos!

Museu Homero Ortega

Museu Homero Ortega

Onde é feito e vendido o Chapéu?

No Equador há dois centros de produção: Cuenca e Montecristi. Cuenca, devido ao seu turismo, acabou se transformando no principal polo de fabricação e venda dos sombreros. Quito também é um local onde se vende, mas não é onde você encontrará uma grande opção de modelos. Outro local de vendas é a Cidade do Panamá, que possui várias opções de modelos, mas não tantos quanto em Cuenca.

Confecção Homero Ortega

Confecção Homero Ortega

Modelos

O modelo mais tradicional é aquele que foi usado por Roosevelt, branco com aba larga e fita preta, foto de capa. Esse é até hoje o modelo mais vendido, tanto de palha branca como de palha creme. As palhas cor caramelo e marrom escuro são as demais cores tradicionais. Com o tempo, surgiram tamanhos diferentes de abas: média e pequena. E, posteriormente, começaram a tingir os sombreros com cores não tradicionais como vermelho, azul, verde, amarelo e rosa. Há também modelos em que as palhas são tingidas antes de tecidas e viram um mosaico de cores.

Por muito tempo o Chapéu Panamá era um modelo exclusivo masculino, mas já há algum tempo os modelos femininos foram desenvolvidos e hoje representam uma grande porcentagem de modelos e boa parte das vendas, principalmente em Cuenca.

chapeu-panama-dicas

Preço

Ao contrário do que muita gente pensa, o Chapéu Panamá não é um item barato. Mesmo nos países onde são produzidos, custam a partir de US$25, sendo que os coloridos e que possuem um formato diferente custam ainda mais. Já os modelos Premium, feitos de palha ultra-fina, que demoram dois meses para serem tecidos, custam a partir de US$150. Para saber mais sobre os preços leia o post: Onde comprar o Chapéu Panamá: Equador ou Panamá?

Leia nossas outras matérias sobre Panamá e Equador:

San Blas, o paraíso do Caribe

Cuenca, uma charmosa cidade histórica no Equador

Parque Cajas, a exuberância dos Andes no Equador

Baños, o que fazer na cidade da aventura no Equador

 

 

 


Felipe Zig

Felipe Zig é jornalista, fotógrafo e apaixonado por viajar. Depois de conhecer mais de 20 países, decidiu criar o blog “Abrace o Mundo” para dar dicas de viagens e incentivar outras pessoas a viajar.

Share This