Caxambu, a cidade com a maior estância hidromineral do mundo Circuito das Águas

A pequena cidade de Caxambu, localizada no sul de Minas Gerais, é a cidade com a maior estância hidromineral do Brasil. Segundo a prefeitura, é o maior complexo hidromineral do mundo! A cidade conta com 12 fontes de águas minerais em seu bucólico Parque das Águas, onde as pessoas podem experimentar as águas e fazer massagens e banhos com água mineral.

caxambu-circuito-das-aguas

Podemos dizer que Caxambu é uma pacata cidade do interior. Com seus 20 mil habitantes, o município é tranquilo e possui uma população hospitaleira. Muitos turistas chegam a cidade com o intuito de descansar, afinal stress não é uma palavra comum no vocabulário dos moradores da cidade. Por isso, há quem desembarca em Caxambu fugindo da agitação dos grandes centros urbanos, mas ainda são os aposentados o principal público que visita a cidade.

O turismo na região é antigo. Já no século XIX, a família real saía do Rio de Janeiro para visitar Caxambu em busca das propriedades medicinais das águas da cidade. Devido a visitantes tão importantes, algumas fontes foram batizadas com nomes de membros da família real, com destaque para a fonte Dom Pedro, em que há uma coroa.

Uma história interessante, foi a visita da Princesa Isabel à Caxambu, em 1868. Ela visitou a cidade acompanhada de seu marido Conde d’Eu com a intenção de beber das águas terapêuticas e curar sua infertilidade. A princesa bebeu águas ricas em ferro e reverteu seu quadro de anemia. Não se sabe se foi devido a isso, mas ela conseguiu engravidar e por gratidão presenteou a cidade com a Igreja de Santa Isabel.

aguas-de-caxambu

Parque das Águas

O Parque das Águas é a maior atração turística de Caxambu. Está localizado no centro da cidade e possui uma área de 210.000 m², que conta com um lago, quadras esportivas e as famosas fontes de águas minerais. No total são 12 fontes que ficam espalhadas pelo parque, a grande maioria de água gasosa. O Parque de Caxambu não é tão bem preservado como o de São Lourenço, mas é muito mais suntuoso. As fontes de águas são muito mais rebuscadas e bonitas, apesar de muitas necessitarem de uma reforma.

O Parque funciona todos os dias da semana, das 7:00 às 18:00 horas e é administrado pela prefeitura. A entrada custa R$5.

Parque das Águas de Caxambu

Parque das Águas de Caxambu

Tipos de Águas

No parque há 12 fontes de águas minerais que possuem sabores e indicações terapêuticas diferentes. Suas diferenças são devido a composição diferenciada do solo. As fontes possuem águas naturalmente gasosas. Eu que não gosto de água gasosa, não gostei do paladar de nenhuma delas; mas quem gosta de água com gás diz que há algumas águas muito saborosas. Apenas uma fonte é de água sem gás, a Fonte Mayrink III, que inclusive é a água que é engarrafada e vendida. Todas as outras 11 fontes são de águas gasosas.A água mais consumida é a da Fonte Leopoldina que é magnesita e indicada para problemas hepáticos e para alterações do intestino grosso. Já a Fonte Duque de Saxe é a mais consumida durante o Carnaval, pois suas propriedades alcalinas ajudam o fígado e segundo moradores da cidade é ótima para curar ressaca.

Fonte Duque de Saxe à esquerda

Fonte Duque de Saxe à esquerda

Balneário

Dentro do Parque das Águas funciona um Balneário, que é o maior e mais bonito do Circuito das Águas (foto de capa). O Balneário de Caxambu foi fundado em 1907 e reformado recentemente. Com a obra foi possível restaurar vitrais e pinturas, além de modernizar as banheiras e duchas. O Balneário funciona como um spa e oferece massagens, banhos terapêuticos e duchas, tudo feito com água mineral. O Balneário de Caxambu não oferece um leque de atividades tão grande como o de São Lourenço, mas as atividades podem ser realizadas sem agendamento, principalmente, no período da tarde.A principal atração é a piscina de hidroterapia, uma piscina aquecida que mistura hidromassagem, duchas e jatos d’água. Experimentei a piscina e achei incrível!  A utilização da piscina custa R$35.

Piscina de hidroterapia

Piscina de hidroterapia

Vitrais da entrada do Balneário de Caxambu

Vitrais da entrada do Balneário de Caxambu

Onde Comer

Dentro do Parque das Águas não há restaurante ou lanchonete, por isso para se alimentar você precisará sair. O restaurante mais próximo é o Panela Mineira, localizado na rua Caetano Furquim, dentro de uma galeria a 50 metros da entrada do parque. É uma boa opção, não apenas pela proximidade, mas porque o restaurante possui uma boa variedade de comidas. O Panela Mineira funciona no almoço como um self-service com um preço médio de R$33 o quilo. Também funciona a noite como à la carte.

Restaurante Panela Mineira

Restaurante Panela Mineira

Como Chegar

Caxambu é muito próxima de São Lourenço, fica a apenas 31 km de distância; por isso muitos turistas preferem se hospedar na cidade vizinha, que possui maior variedade de hotéis e restaurantes.

Para encontrar hotéis em Caxambu clique aqui.

Para encontrar hotéis em São Lourenço clique aqui.

Há ônibus que ligam as duas cidades, que são operados pela Viação Coutinho. A viagem dura 50 minutos e custa R$11,20. A empresa não possui website, por isso não é fácil descobrir os horários. Mas, para facilitar a vida de vocês, coloquei essa informação logo abaixo.

Ônibus:

São Lourenço – Caxambu

6:00, 8:00, 10:00, 12:00, 14:00, 16:00, 18:00, 22:00 horas.

Caxambu – São Lourenço

6:50, 8:50, 10:50, 12:50, 14:50, 16:50, 18:50, 20:50 horas.

circuito-das-aguas

Parque das Águas de Caxambu

Leia também as outras matérias sobre o Circuito das Águas:

Circuito das Águas: as famosas águas de Minas Gerais

São Lourenço: o coração do Circuito das Águas

Parque das Águas de São Lourenço


Felipe Zig

Felipe Zig é jornalista, fotógrafo e apaixonado por viajar. Depois de conhecer mais de 20 países, decidiu criar o blog “Abrace o Mundo” para dar dicas de viagens e incentivar outras pessoas a viajar.

Share This