7 dicas essenciais de Buenos Aires Argentina

Sempre é bom saber as dicas de um lugar antes de viajar. Por isso, juntei em um mesmo texto, várias dicas; para você não passar aperto em terras portenhas.

Dica 1 – Tomadas

A voltagem na Argentina é de 220V, mas não é esse o maior problema, e sim o formato das tomadas! Há dois tipos de tomadas: uma delas é bem diferente do Brasil, três pinos chatos, dois deles tortos, na diagonal. Alguns hotéis e hostels emprestam adaptadores, mas não é difícil de encontrá-los para comprar, nas lojinhas de conveniência, que tem em cada esquina.

Dica 2  – Metrô

O Metrô é uma ótima opção de deslocamento em Buenos Aires, para mim é a melhor! Em Buenos Aires ele é chamado de subte e custa $2,50 pesos.  O transporte público na Argentina é subsidiado, por isso, seu valor é baixo. Apenas preste atenção no sentido da linha do metro que deseja ir, pois você passará pela catraca que dará acesso a apenas uma direção.

Dica 3  – Táxi

O táxi em Buenos Aires possui um custo relativamente barato, em relação ao Brasil. Por isso, pode ser uma boa opção, quando se queira rapidez ou conforto. Mas, tome cuidado, muitos taxistas dão golpes em turistas. Os mais comuns são: não utilizar o taxímetro e querer te cobrar um valor muito alto; e dar notas falsas de troco.

Dica 4  – Cubierto

O cubierto é uma taxa cobrada pelos restaurantes e não se refere aos 10% do garçom. Essa taxa é um mistério para muita gente e se refere a um “serviço de mesa”. Em espanhol “cubierto” significa talher; pode parecer estranho, mas muitos lugares justificam a taxa pela utilização dos talheres. Outros restaurantes justificam a taxa pelo cestinho de pães e molhos que acompanham a comida. Então, mesmo se você não comer os pãezinhos, a taxa será cobrada. Hoje em dia, muitos restaurantes já deixaram de cobrar essa taxa, mas não se surpreenda quando ela vier na conta.

Dica 5  – Atrações turísticas gratuitas

A maioria dos principais pontos turísticos de Buenos Aires são gratuitos! Apenas preste atenção ao horário e dia de funcionamento, pois alguns deles, como a Casa Rosada só funcionam alguns dias da semana. Para saber mais sobre este assunto, veja nossa matéria 10 Pontos Turísticos Gratuitos em Buenos Aires.

Dica 6  – Tango

O show de tango é uma das principais atrações turísticas da capital portenha. E as apresentações não são de graça, muito pelo contrário, podem ser bem caras dependendo da casa de show e do lugar da mesa. Porém, é algo que vale a pena ver, as apresentações são muito interessantes! Escolha uma que caiba no seu orçamento. Para saber mais leia nossa matéria Como escolher o show de Tango em Buenos Aires?

Dica 7  – Cuidado ao pedir carnes

As carnes são um dos pratos mais tradicionais da culinária argentina. Vale a pena, pelo menos um dia,  ir a um restaurante especializado em carne. O prato mais tradicional é o bife de Chorizo e ele é, realmente, delicioso! O único cuidado que você precisa tomar é referente a que ponto pedir sua carne. Na Argentina, o que eles chama de “bem passado” é o que no Brasil costumamos chamar de “ao ponto” e o “ao ponto” dos hermanos é o que chamamos de “mal passado”. Por isso, se você não gostar que a carne venha muito sangrando, sempre peça “bem passado”.

 

E aí, tem mais alguma dica? Escreva nos comentários.

Vejas nossos outros posts sobre Buenos Aires:

– Quantos dias ficar em Buenos Aires?

– Onde ficar em Buenos Aires: no centro ou nos bairros?

– Como escolher o show de Tango em Buenos Aires?

– 10 Pontos Turísticos Gratuitos em Buenos Aires

– Alfajor, uma delícia da culinária latina

– Como ir de Buenos Aires a Montevidéu – 4 opções


Felipe Zig

Felipe Zig é jornalista, fotógrafo e apaixonado por viajar. Depois de conhecer mais de 20 países, decidiu criar o blog “Abrace o Mundo” para dar dicas de viagens e incentivar outras pessoas a viajar.

Share This