10 Pontos Turísticos Gratuitos em Buenos Aires Argentina

A capital argentina é um dos destinos preferidos dos brasileiros. Além de ser próxima do Brasil, o que resultará em uma passagem aérea mais barata, a maioria das atrações turísticas são gratuitas. Conheça os 10 pontos turísticos imperdíveis de Buenos Aires que você conhecerá sem gastar nada!

 

praca-de-maio-buenos-aires

Praça de Maio

A Praça de Maio é a principal praça de Buenos Aires, localiza-se no centro da cidade. Em volta dela ficam importantes prédios, como a Casa Rosada e a Catedral Metropolitana. Da praça também partem importantes avenidas, como a Avenida de Mayo que chega até o Congresso e a Avenida Diagonal Norte que leva até o Obelisco. A praça é o coração político do país. É o local preferido dos portenhos para manifestações políticas. Sempre há faixas de protestos espalhadas pela praça. Aos domingos, o grupo “Mães da Praça de Maio” se reúne na praça para lembrar dos parentes desaparecidos durante a ditadura militar.

 

 

10-pontos-turisticos-gratuitos-em-buenos-aires

Casa Rosada

A Casa Rosada é a sede da presidência da Argentina, ou seja, onde a presidente trabalha. Seu nome é devido a sua cor. A Casa Rosada é aberta a visitação nos finais de semana e feriados das 10 às 18 horas. Dependendo do horário que você chegar, pode encontrar grades filas; por isso é melhor chegar pela manhã, um pouco antes de abrir. A visita é guiada e pode ser feita em espanhol ou inglês. O tour é feito com grupos de 30 pessoas e demora cerca de uma hora. São visitados os principais aposentos do prédio, como o Salão de Pintores e Pinturas Argentinas do Bicentenário, o Salão Mulheres Argentinas, a Galeria de Ídolos Populares. Eu gostei da visita, acho que vale, mas, confesso que esperava mais da Casa Rosada.

 

 

museu-bicentenario

Museu do Bicentenário

O Museu do Bicentenário é um museu recente, inaugurado em 2011, durante as comemorações do bicentenário da independência da Argentina. Ele conta com pinturas, fotografias e vídeos que mostram os diferentes períodos históricos do país. O museu faz parte do complexo da Casa Rosada e sua entrada está localizada na rua da lateral direita do edifício. O museu está aberto de quarta a domingo das 10:00 às 18:00 (abril a novembro) e das 11:00 às 19:00 (dezembro a março). O museu não tem muita coisa, mas vale a pena conhecer. Se não for assistir aos vídeos, em 30 minutos é possível conhecer todo o museu.

 

 

catedral

Catedral Metropolitana 

A Catedral Metropolitana é a principal igreja católica de Buenos Aires. Porém, se você não conhecê-la, passa despercebido pela porta. A catedral não tem cara de igreja; a fachada é em estilo neoclássico, com colunas romanas. Ela fica localizada na Avenida Rivadavia em frente à Praça de Maio e abre todos os dias.
A Catedral Metropolitana ganhou fama após o arcebispo de Buenos Aires Jorge Mario Bergoglio se tornar o Papa Francisco. Ele celebrava missas na catedral quando era arcebispo da cidade.
cemiterio-recoleta

Cemitério da Recoleta

Para muita gente é estranho um cemitério ser uma atração turística, mas na Europa é uma prática super comum visitar cemitérios. O Cemitério da Recoleta fica no requintado bairro da Recoleta, por isso leva esse nome. Não há muito para se ver por lá, ele é um desses cemitérios antigos com tumbas ornamentadas e grandes. Para quem se interessar é possível fazer uma visita guiada para conhecer os túmulos mais importantes, alguns deles são considerados monumentos históricos nacionais. É comum muitos turistas entrarem lá apenas para ver o túmulo da Evita Perón, que é simples, mas está sempre com flores. O cemitério abre diariamente das 7 às 17:30 horas.

 

 

el-ateneo-buenos-aires

Livraria El Ateneo

A famosa livraria localizada no bairro da Recoleta é um templo de leitura. O local que já foi um teatro substituiu as poltronas por prateleiras de livros. Porém, manteve toda a decoração e requinte do teatro. Por isso, foi considerada pelo jornal inglês The Guardian, a segunda livraria mais bonita do mundo. E para quem quiser beber um café, há uma lanchonete onde antes ficava o palco.

 

 

museu-nacional-belas-artes-buenos-aires

Museu Nacional de Belas Artes

O museu fica próximo ao cemitério e para quem gosta de arte não pode deixar de ir. O museu abriga a mais importante coleção de arte da Argentina. Há pinturas, esculturas, gravuras de importantes artistas argentinos e estrangeiros como Goya, Picasso, Van Gogh e Monet. O museu possui 34 salas de exposição e está aberto de terça a sexta, das 12:30 às 20:30 horas e nos finais de semana das 9:30 às 20:30 horas. As segundas-feiras ele está fechado.

 

 

10-pontos-turisticos-gratuitos-em-buenos-aires

Floralis Generica

Floralis Generica é uma imensa escultura de flor que fica na Praça das Nações Unidas, próxima ao Museu Nacional de Belas Artes. A grandiosa flor feita de metal mede 23 metros de altura e pesa 18 toneladas. Ela foi desenvolvida para abrir suas pétalas pela manhã e fechar a noite, porém seu sistema de abertura quebrou e ela não fecha mais. A flor é bem interessante, vale a pena visitar para conferir!

 

 

bosque-de-palermo

Bosques de Palermo

No bairro de Palermo há um grande parque chamado Três de Fevereiro, também conhecido como Bosques de Palermo. O parque é muito grande e tem partes bem interessantes. Turistas se misturam com moradores da região que vão até o parque para passear e fazer atividades físicas. Dentro do parque fica o Planetário Galileu Galilei. Porém, o que é mais interessante no bosque é o Rosedal, um grande jardim de rosas e outras flores. Se viajar na primavera é um lugar bem bonito de passear. Só tome cuidado com os patos…

bosque-palermo

 

 

caminito-buenos-aires

Caminito

O Caminito é o ponto turístico mais alegre e colorido de Buenos Aires. Localizado no bairro popular de La Boca, a área degradada se transformou em local turístico pelo trabalho do pintor Benito Quinquela Martín. As intervenções artísticas, como pinturas, mosaicos, esculturas e murais, transformaram o local em uma rua-museu. Apesar de pequeno, o local é bem charmoso. Só tome cuidado para não sair das áreas turísticas, pois o bairro é considerado perigoso.

 

Veja nossas outras matérias sobre Buenos Aires:

– Quantos dias ficar em Buenos Aires?

– 7 dicas essenciais de Buenos Aires

– Como escolher o show de Tango em Buenos Aires?

– Alfajor, uma delícia da culinária latina

– Como ir de Buenos Aires a Montevidéu – 4 opções

 


Felipe Zig

Felipe Zig é jornalista, fotógrafo e apaixonado por viajar. Depois de conhecer mais de 20 países, decidiu criar o blog “Abrace o Mundo” para dar dicas de viagens e incentivar outras pessoas a viajar.

Share This